Search
  • Luiz Trevisani

Yesterday - Review


A primeira vez que ouvi falar na produtora inglesa Working Title foi com Quatro Casamentos e Um Funeral, um filme charmoso e inteligente, grande sucesso de público e crítica e uma das melhores comédias românticas dos anos 90.


De lá pra cá, eles acertaram muito. Dá uma olhada no portfólio: French Kiss, Fargo, Um lugar chamado Notting Hill, Billy Elliot, todos os Johnny English, todos os Bridget Jones, o documentário Senna, Anna Karenina, Os Miseráveis, About Time (meu preferido), Rush e Darkest Hour, entre muitos outros. Resumindo, os caras são do ramo.

O trabalho mais recente, Yesterday, não só ratifica esse sucesso como ainda eleva um pouco o padrão de qualidade. Pra quem não sabe do que se trata, o filme conta a história de Jack Malik, um músico frustrado cuja carreira musical não está indo a lugar algum. Na noite em que decide desistir de tudo, o mundo inteiro é atingido por um blecaute maciço durante o qual Jack é atropelado por um ônibus. Ao recuperar a consciência, Jack descobre que agora ele é aparentemente o único que conhece a música dos Beatles.


Esse belo ponto de partida é explorado com humor e elegância, e o repertório do Beatles se transforma na trilha sonora perfeita para situações cômicas e, ao mesmo tempo, sensíveis. Menção honrosa a Ed Sheeran, que topou fazer uma versão boboca de si mesmo, e o fez com maestria.


Lá mais para o final, uma inesperada e lindíssima homenagem a um beatle já falecido chega a dar um nó na garganta de quem, como eu, é fã de carteirinha dos Fab 4.


Edição de som excelente, montagem impecável e direção precisa de Dany Boyle (Quem quer ser um milionário). Ótimo programa.

8 views